Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 5.jpg
  • 3.jpg
  • 10.jpg
  • 2.jpg
  • 4.jpg
  • 6.jpg
  • 9.jpg
  • 7.jpg
  • 1.jpg
  • 8.jpg

Trabalho Escravo

“Lista suja” aumenta e já são 187 empresas autuadas por trabalho escravo

“Lista suja” aumenta e já são 187 empresas autuadas por trabalho escravo

A chamada “lista suja” do trabalho escravo foi atualizada no último dia 3 de abril, com a inclusão de 48 novas empresas, autuadas pela prática irregular. Desde que foi criada, em 2016, 187 empresas foram incluídas no cadastro. 

O estado com o maior número de notificações, bem como de trabalhadores resgatados, é Minas Gerais. Foram 12 empresas notificadas e 164 pessoas resgatadas em condições análogas à escravidão no estado. Logo atrás, vem Alagoas, que teve duas notificações e 90 trabalhadores resgatados. Ao todo, empresas de 14 estados brasileiros foram incluídas na lista em 2019.…

Leia mais:

Agrotóxico, veneno, defensivo? Entenda a disputa pelo nome desses produtos agrícolas

Agrotóxico, veneno, defensivo? Entenda a disputa pelo nome desses produtos agrícolas

Projeto de lei pode banir o termo “agrotóxico”, mas seu criador diz que substituição por “defensivos agrícolas” ou “fitossanitários” é tendenciosa.

 O Congresso Nacional deve decidir este ano se o nome “agrotóxico” será banido ou não do país. Caso o Projeto de Lei (PL) 6.299/2002, conhecido pelos opositores como “Pacote do Veneno”, seja aprovado, o termo será substituído nos documentos oficiais e nas embalagens dos produtos mandatoriamente por “pesticida”, “defensivo agrícola” ou “defensivo fitossanitário”. Mas a palavra, de uso quase exclusivo por aqui, tem um pai e criador – e ele é totalmente contra a mudança.…

Leia mais:

'Lista suja' tem 204 empregadores com 2.500 pessoas em situação de escravidão

'Lista suja' tem 204 empregadores com 2.500 pessoas em situação de escravidão

A Lista Suja com empregadores flagrados por submeter trabalhadores a condições análogas à de escravidão foi atualizada no dia 04 de janeiro desse ano, e divulgada alguns dias depois. Entretanto, desde a manhã desta sexta-feira, 18, a listagem e o site do extinto Ministério do Trabalho estão fora do ar. A divulgação da Lista Suja sempre foi cercada de conflitos e tensões, seja por parte do próprio Governo Federal, do seu círculo político ou, claro, dos empregadores autuados. Confira em anexo nesta notícia a Lista Suja atualizada:…

Leia mais: