Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 9.jpg
  • 6.jpg
  • 10.jpg
  • 5.jpg
  • 4.jpg
  • 2.jpg
  • 3.jpg
  • 8.jpg
  • 7.jpg
  • 1.jpg

Noticias por estado

Boletim Alvorada - 2ª edição: Do veneno à agroecologia

A CPT NE2 publica a segunda edição do boletim Alvorada. Desta vez, contamos a experiência de famílias camponesas, como a de Ana Maria da Silva e Damião, que, com a luta pela terra, saíram do veneno da fruticultura irrigada para a agroecologia. Essa história aconteceu no Vale do Assú, região oeste do…

Leia mais:

Mandado de reintegração de posse é expedido contra agricultor em Maraial, Mata Sul de PE

O agricultor posseiro Severino Amaro herdou do seu pai o sítio Riachão, local em que vive desde que nasceu. Em 2020, decidiu entrar na justiça para solicitar o reconhecimento de sua propriedade, por meio da usucapião. A juíza titular da Comarca de Maraial (PE) concedeu ao agricultor liminar de manutenção de posse até que fosse julgado procedente seu pedido de usucapião. Contudo, o TJPE reformulou a decisão e determinou a reintegração de posse contra o camponês. A decisão é um grave contrassenso jurídico e provocou indignação à família e às entidades que acompanham o caso, como a CPT e a FETAPE. A área está localizada na comunidade de Batateiras, em Maraial, Zona da Mata Sul de Pernambuco. 

Leia mais:

Pernambuco bate recorde em ameaças de morte e atinge média de um conflito no campo a cada 3 dias e meio

2020 foi o ano com o maior número de conflitos no campo, de ocorrências de conflitos por terra, de invasões de territórios e de assassinatos em conflitos pela água já registrados pela CPT. Pernambuco é o segundo estado do país com o maior registro de ameaças de morte no campo e o sétimo mais conflituoso para povos que lutam pelo direito à terra e ao território.

Em 2020, o estado de Pernambuco registrou 103 ocorrências de conflitos no campo envolvendo 37.136 pessoas. A média equivale a um conflito a cada 3 dias e meio. O levantamento está no Caderno Conflitos no Campo Brasil - 2020, da Comissão Pastoral da Terra (CPT). A publicação, lançada no fim de maio, mostra a situação de violência a que estão submetidas comunidades e populações camponesas no país.…

Leia mais:

Em Alagoas, mais que dobra o número de pessoas envolvidas em conflitos por terra no ano de 2020

2020 foi o ano com o maior número de conflitos no campo, de ocorrências de conflitos por terra, de invasões de territórios e de assassinatos em conflitos pela água já registrados pela CPT. Em Alagoas, quase 7.000 pessoas estiveram envolvidas em conflitos por terra.

O número de pessoas envolvidas em conflitos por terra em Alagoas no ano passado foi 110,95% maior que em 2019. Subiu de 3.212 pessoas envolvidas nessa categoria, em 2019, para 6.776, em 2020. Ou seja, mais que dobrou. No estado, não foram registrados conflitos pela água, que em 2019 afetou 8.880 pessoas de comunidades de marisqueiras e colônias de pescadores. Os dados estão no Caderno Conflitos no Campo Brasil - 2020, da Comissão Pastoral da Terra (CPT).  A publicação, lançada no fim de maio, revela a situação de violência a que estão submetidas comunidades e populações camponesas no país.…

Leia mais:

Alagoas
Total de Artigos:
196
Paraíba
Total de Artigos:
143
Pernambuco
Total de Artigos:
397
Rio Grande do Norte
Total de Artigos:
58