Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 8.jpg
  • 2.jpg
  • 6.jpg
  • 1.jpg
  • 9.jpg
  • 10.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 3.jpg
  • 4.jpg
Vamos ao Juazeiro do Norte, entre 31 de Outubro e 2 de Novembro para celebrar os 30 anos da CPT do Nordeste. Já temos um passado, uma história, a CPT já não é mais uma menina. A celebração principal do dia 1º fica sob responsabilidade da CPT . Vamos celebrar com os romeiros do Pe. Cícero. Nesses dias mais de seiscentas mil pessoas costumam circular pelo Juazeiro do Norte. Não tem TV, nem duplas do brega-caipira, os fiéis não pagam R$ 2,00 para participar da celebração da eucaristia, nem a alma do povo e nem da Igreja ali está vendida para o sacronegócio, embora o comércio religioso campeie em cada loja de esquina. Vamos trazer junto a memória de Ibiapina, o precursor de Pe. Cícero e de todos nós que lutamos por um sertão cheio de vida. Esse ano celebramos também duzentos anos de seu nascimento. Ele que foi delegado, juiz, deputado constituinte, aos cinqüenta anos tornou-se padre, montou num lombo de burro e saiu missionando o sertão a seu modo. Fazia aguadas, cemitérios, Igrejas e cisternas de captação de água de chuva nos pátios de suas Casas da Caridade, onde abrigava os órfãos do cólera que se abatia sobre o sertão. Foi com ele que Conselheiro conviveu e aprendeu a máxima que iria repetir pelo sertão afora: “só Deus é grande, só Deus é bom”. Com isso iriam relativizar toda forma de autoridade e autoritarismo, principalmente dos coronéis do sertão e de uma Igreja a eles aliada. Estará conosco Pe. José Comblim, outra figura histórica da Igreja do Brasil e Latino-americana. Ele nos vai falar de Ibiapina, durante o seminário que realizaremos no dia 31 e nos ajudar a reassumir a missão do precursor no contexto do século XXI. Assim vamos nadando, feito peixes de piracema, contra a corrente, pois só assim eles desovam e reproduzem a vida. Roberto Malvezzi (Gogó)