Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 3.jpg
  • 9.jpg
  • 4.jpg
  • 2.jpg
  • 8.jpg
  • 6.jpg
  • 7.jpg
  • 10.jpg
  • 1.jpg
  • 5.jpg

Os fogões ecológicos têm sido um exemplo de tecnologia social inspirada nos conhecimentos populares, com respeito à natureza e às necessidades da população do campo. E com o apoio da CPT, essa experiência está sendo disseminada em comunidades camponesas na região da Zona da Mata Norte de Pernambuco. Uma primeira oficina de construção desse tipo de fogão já foi realizada no último dia 13, na comunidade Chico Mendes, em Tracunhaém.

A atividade aconteceu na casa da agricultora conhecida como Zezinha e contou com a participação de 21 camponeses e camponesas representantes de outras comunidades apoiadas pela CPT na região, como Belo Horizonte, município de Aliança; Padre Tiago, em Moreno; Gongo, Paraguaçu e São Lourenço, em Itambé; e comunidade Marreco, em Lagoa de Itaenga. A proposta da oficina foi promover a troca de experiências entre os/as participantes e capacitá-los/as para a construção dessa tecnologia social nas suas comunidades.



O fogão ecológico da família de dona Zezinha já ficou pronto. Além desse, a expectativa é a de que mais 22 fogões desse tipo sejam construídos em comunidades acompanhadas pela Pastoral da região. A experiência vai contribuir para a preservação ambiental, uma vez que o fogão consome pouca lenha em comparação ao modelo tradicional. Além disso, o fogão tem sido, sobretudo, um meio de geração de renda e autonomia para as famílias do campo. Isso porque a eficiência energética desse tipo de fogão permite ampliar as possibilidades de beneficiamento da produção. A implementação dessa tecnologia social, aliada a outras estratégias de organização, produção e comercialização, possibilita mais saúde, mais cuidado com a Casa Comum e também mais resistência e liberdade para as famílias e comunidades camponesas.

Confira algumas imagens clicando aqui.