Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 2.jpg
  • 10.jpg
  • 3.jpg
  • 1.jpg
  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 9.jpg
  • 6.jpg

Nem mesmo a dificuldade climática foi empecilho para os aproximadamente 100 agricultores rurais comercializarem os alimentos produzidos em várias partes do Estado na Feira Camponesa, na Praça da Faculdade.

 

Em sua 17ª edição, a Feira Camponesa – organizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) – iniciou na manhã desta quarta-feira (24) e segue até o próximo sábado (27), segundo a organização, proporcionando um diálogo do campo com a cidade.

 

 

Para Carlos Lima, coordenador da CPT, na segunda edição – realizada neste ano – houve uma quebra ‘significativa’ de aproximadamente 150 trabalhadores rurais que não puderam comparecer ao evento. “Duas coisas foram responsáveis por essa quebra, primeiro as condições climáticas e segundo a prefeitura que libera duas licenças para o mesmo espaço”, destacou Lima se referindo ao parque de diversões no local.

 

Já para o camponês João Ribeiro – do assentamento Rio Bonito, no município de Flexeiras – algumas medidas foram tomadas para que pudesse garantir os alimentos na feira. Em seu lote o agricultor cultiva tomate cereja, coco, cana caiana, inhame, macaxeira e o carro chefe de sua produção, banana cumprida.

 

“Esse ano sofri muito, mas sem sofrimento não seria possível estar aqui vendendo o que é produzido no meu lote, fruto da reforma agrária”, relatou. Segundo ele, foi preciso fazer um processo de irrigação em seu lote para que pudesse colher as bananas cumpridas. “As pessoas vêm aqui atrás das bananas, mas só é possível porque fiz a irrigação, uma vez que plantamos no inverno e colhemos no verão e este ano foi o sol de castigar”, rememorou.

 

 

Programação

 

Ainda de acordo com Carlos Lima, coordenador da CPT, a noite cultural segue no mesmo ritmo que as feiras passadas, com atrações culturais todas as noites.

 

Para esta quarta-feira o grupo Samba de Ladeira anima a noite. A banda Nó Cego e Guila Gomes comanda a noite cultural da quinta, enquanto Kleb Canto e Pinóquio do Acordeon na sexta.

 

“As nossas atrações serão as mesmas e diversificadas, para que realmente as pessoas que vierem aqui se sintam no campo”, concluiu Lima.

 

Fonte: http://www.alagoas24horas.com.br/conteudo/?vEditoria=Macei%F3&vCod=135006