Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 6.jpg
  • 9.jpg
  • 5.jpg
  • 10.jpg
  • 4.jpg
  • 3.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 2.jpg
  • 1.jpg
Cerca de 60 famílias de trabalhadores rurais integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Pernambuco bloqueiam a PE 95, entre os municípios de Limoeiro e Passira, região da Mata Norte do Estado. Os trabalhadores e trabalhadoras rurais protestam contra a ordem de reintegração de posse da Fazenda Interlaq 3, e reivindicam a desapropriação da área para fins de reforma agrária. A fazendo fica na mesma área da Fazenda Recreio, onde dois integrantes do MST, os irmãos Francisco e Edílson, foram assassinados em 2004. Sem Terra são ameaçados por proprietário Trabalhadores rurais Sem Terra acampados na fazenda Barreiros, no município de Manari, sertão do Estado, estão sendo ameaçados por Rangel Rocha do Nascimento, proprietário do imóvel. Os agricultores afirmam que Rangel tem rondado o acampamento acompanhado por um conhecido pistoleira da região. A fazenda, de cerca de 500 hectares, foi ocupada no último domingo (30) por cerca de 150 famílias ligadas ao MST, que estavam acampadas á beira da rodovia PE 300, que dá acesso à cidade. A cidade de Manari é uma das prioridades do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em Pernambuco, por apresentar um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. Hoje haverá uma reunião entre integrantes do MST e o posto do Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA) em Buique para discutir áreas a serem desapropriadas na região.