Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 6.jpg
  • 2.jpg
  • 9.jpg
  • 3.jpg
  • 1.jpg
  • 8.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 10.jpg
  • 4.jpg
A mobilização reúne cerca de 2000 pessoas ligadas à Comissão Pastoral da Terra, MST e MLST. Os movimentos do campo de Alagoas e a Comissão Pastoral da Terra (CPT) realizarão mobilizações conjuntas até amanhã, 26.07.2006, para comemorar o Dia do Agricultor. Reunindo trabalhadores rurais sem-terra e assentados, as manifestações no centro de Maceió aglutinam aproximadamente 2000 pessoas, oriundas de todas as regiões do Estado. Segundo a coordenação da CPT Alagoas, às 15h de hoje, o governador Luís Abílio receberá uma comissão representativa das entidades para discutir a pauta conjunta de 15 itens, que tem como principal ponto o mapeamento fundiário do Estado. O Instituto de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) receberá as entidades em audiências separadas, de modo que os trabalhadores possam apresentar as demandas específicas de cada área, além das reivindicações de cunho político, como a celeridade nos processos de desapropriação e legalização das áreas reivindicadas por posseiros. A Comissão Pastoral da Terra será recebida pelo INCRA às 13h de hoje. Encerrando a programação do dia, às 19h, será exibido o filme Tabuleiro de cana, xadrez de cativeiro – um documentário produzido pela CPT Alagoas sobre as condições de vida e trabalho dos cortadores de cana, dando ênfase ao processo migratório do qual fazem parte e o aliciamento para o trabalho escravo nas usinas de Mato Grosso.