Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 9.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 2.jpg
  • 10.jpg
  • 1.jpg
  • 3.jpg
  • 6.jpg
  • 8.jpg
  • 4.jpg
Cerca de 30 famílias, integrantes do Movimento dos Sem-terra (MST), que fazem parte do acampamento Serraria, localizado no Engenho Ferraria, no Km 30, nas proximidades da BR-232, em Moreno, foram despejadas na manhã desta sexta-feira (17). Cerca de 60 homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar foram ao local nesta manhã para cumprir o mandado de reintegração de posse de seis hectares ocupados pelas famílias há cerca de 90 dias. O promotor do município, Manoel Maia, também foi ao local para acompanhar a desocupação das terras. O pedido de reintegração foi expedido desde o dia 1º de outubro deste ano pelo juiz de Moreno, José Anchieta Félix. Os barracos já foram desmontados e caminhões estão fazendo o transporte dos pertences das famílias, que devem deixar o local ainda nesta manhã. As famílias disseram que essa medida foi uma surpresa, já que os trabalhadores rurais dizem que havia um acordo entre o Incra, o MST e o dono da propriedade, para que as famílias permanecessem no local até que as famílias fossem encaminhadas para outras terras. O trabalhador rural José Aglaílson, que faz parte do acampamento, disse que na próxima segunda-feira (20) os integrantes do movimento devem ir ao Incra para tentar negociar a situação das terras e das famílias. Fonte: JC OnLine Publicado em 17.11.2006, às 08h08 Com informações da Rádio Jornal ATUALIZADA ÀS 10H48