Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 8.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 9.jpg
  • 2.jpg
  • 6.jpg
  • 4.jpg
  • 1.jpg
  • 3.jpg
  • 10.jpg
\"\"No próximo dia 30 de novembro, em Campina Grande (Paraíba), será realizado um Ato Público em defesa das águas do Nordeste. O evento acontecerá na Praça da Bandeira, a partir das 15h. Mais de 200 pessoas estão sendo esperadas para o Ato, que pretende evidenciar e debater a problemática da água na região. Organizações sociais de cinco estados nordestinos (Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia) divulgarão informações alarmantes sobre o assunto. Apesar do semiárido brasileiro ser o mais chuvoso do mundo e de ter cerca de 37 bilhões de metros cúbicos de água acumulado em 70 mil açudes, poucas são as pessoas que têm acesso a esse bem. No Atlas do Nordeste da Agência Nacional das Águas (ANA), que deve ter a segunda versão lançada ainda esse ano, dos 1892 municípios nordestinos estudados, 1378 apresentam realidade crítica em relação ao acesso à água.

Diante dessas informações, e dos discursos contraditórios das autoridades e do governo brasileiro, tem crescido nos estados receptores (Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará) das águas da Transposição do rio São Francisco, opiniões críticas em relação ao Projeto.

Articulações como a Frente Paraibana em Defesa das Terras, das Águas e dos Povos do Nordeste e a Frente Cearense por uma Nova Cultura da Água e contra a Transposição da Terra, das Águas e dos Povos do Nordeste são algumas delas e estarão presentes no ato da Praça da Bandeira.

Durante a atividade, grupos culturais farão apresentações e serão divulgadas informações sobre como as obras estão impactando as comunidades por onde passarão os dois canais da Transposição.


Para mais informações:

Ingrid Campos – Assessora de Comunicação da Comissão Pastoral da Terra – BA
(83) 3343-5038
(71) 88017256

Paulo Victor – Assessor de Comunicação da Comissão Pastoral da Terra de Juazeiro - BA
(74) 9997-4981