Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 7.jpg
  • 2.jpg
  • 5.jpg
  • 8.jpg
  • 6.jpg
  • 9.jpg
  • 3.jpg
  • 1.jpg
  • 10.jpg
  • 4.jpg

Cerca de 300 trabalhadores ligados à Comissão Pastoral da Terra (CPT) ocuparam, na tarde de ontem, a agência da Caixa Econômica Federal da Praça dos Martírios. Eles cobram o registro de 390 hectares da Fazenda Mumbuca, na zona rural de Murici, onde já estão morando há 19 anos. As terras estão em nome da Caixa e os trabalhadores propõem que sejam vendidas ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e, posteriormente, cedidas, oficialmente, para o assentamento.

A ocupação aconteceu de forma pacífica, mas assustou clientes e funcionários do banco. O atendimento foi suspenso por volta das 15h, tempo em que o grupo chegou ao local e ameaçava entrar. Os servidores ainda tentaram impedir, mas não obtiveram sucesso.

Segundo o coordenador da CPT, Carlos Lima, há quatro anos acontece uma negociação entre os representantes dos trabalhadores, a Caixa e o Incra. O impasse, segundo ele, é que o banco ainda não estipulou o valor para a compra da área. Enquanto isso, as atividades de rotina na fazenda ficam condicionadas ao desfecho do processo. “São quarenta famílias que já plantam, estudam e trabalham no local há bastante tempo”, comentou o coordenador.

Por: THIAGO GOMES - GEYSA MIRANDA / GAZETAWEB,23/03/12