Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 7.jpg
  • 4.jpg
  • 6.jpg
  • 3.jpg
  • 9.jpg
  • 1.jpg
  • 10.jpg
  • 2.jpg
  • 5.jpg
  • 8.jpg
A Comissão Pastoral da Terra encerra na tarde de hoje a quinta edição da Feira Camponesa, realizada em parceria com o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Agricultura e ITERAL. O evento teve início no dia 03.10, terça-feira, na Praça da Faculdade, região do Prado, aglutinando 145 feirantes oriundos da mata norte, litoral norte, agreste e sertão, totalizando nove municípios. A V Feira Camponesa reuniu treze assentamentos da reforma agrária, sete acampamentos e uma área de posseiros. Segundo a coordenação da CPT Alagoas, aproximadamente 265 toneladas de alimentos foram vendidas ao longo dos quatro dias. Foram 64 produtos diversificados, com destaque para as lavouras brancas, colhidas em curtos períodos de tempo. A exemplo das edições anteriores, os produtos foram recebidos com interesse pela sociedade alagoana, especialmente pelos moradores da região do Prado e adjacências. Consumidores das partes baixas de Maceió e mais assistidas por redes de supermercados também estiveram à procura de alimentos orgânicos e frescos – o que dá a marca de qualidade às feiras camponesas. Outro diferencial do espaço de comercialização criado pela Pastoral da Terra é a promoção de um diálogo com a população urbana a respeito do modo de produção dos alimentos, bem como da importância da reforma agrária para a segurança alimentar no país. “As feiras camponesas estabelecem um importante vínculo entre o produtor e o consumidor dos alimentos cultivados. A eliminação do atravessador possibilita um fortalecimento da identidade camponesa”, ressalta Cícero Adriano, coordenador da assistência técnica nas áreas acompanhadas pela CPT Alagoas. Além dos produtos expostos à venda, o consumidor teve a oportunidade de assistir seis shows de artistas alagoanos que compuseram o Circuito Cultural da V Feira Camponesa. Na ordem cronológica de apresentação: Marcelo Cabral e Trio Coisa Linda e Cumbuca (03.10); Santadica e Naldinho (04.10); e Grupo Chama Luz e Dona Maria (05.10). Maceió, 06 de outubro de 2006. Assessoria de Comissão Pastoral da Terra de Alagoas