Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 10.jpg
  • 4.jpg
  • 9.jpg
  • 7.jpg
  • 3.jpg
  • 1.jpg
  • 2.jpg
  • 8.jpg
  • 5.jpg
  • 6.jpg
Agentes da polícia federal, oficial de justiça e o representante da Funai, reforçados por policiais militares, estão desde o início da manhã de hoje (04), no acampamento montado há mais de uma semana, no eixo norte do projeto do governo federal de transposição do rio São Francisco. Eles executam de uma só vez a notificação, reintegração da área e o despejo. Os manifestantes concordaram com a saída pacífica, mas recusam qualquer tipo de ajuda.

Os policiais chegaram fortemente armados, levaram ônibus, helicóptero, ambulância e viaturas. O oficial de justiça leu a intimação, entregou para os acampados e caracterizou a ação de despejo. A negociação aconteceu entre representantes do acampamento, delegado da policia federal e o agente do posto da Funai no município.

Os trabalhadores se organizam, nesse momento, para deixar o local de modo pacífico. Eles recusaram qualquer ajuda da policia para transportar objetos e pessoas. O grupo acredita que essa ação deverá servir para desencadear outras que impeçam o andamento e concretizem o arquivamento do projeto de transposição.

Policiais a paisana

Uma das preocupações, nesse momento, é com a presença de policiais de Cabrobó (PE), vestidos sem a farda que tentam interferir no processo. Há pelos menos quatro dias eles tentam entrar no acampamento, chegaram a fotografar e abordar manifestantes durante ato que aconteceu no sábado passado.

Hoje, durante a ação comandada pela polícia federal, eles estavam na entrada do acampamento e chegaram a entrar em contato e tentaram intimidação alguns manifestantes.

Polícia militar faz ação arbitrária

Ontem, no final do dia, policiais militares de Cabrobó (PE) fecharam as áreas de acesso ao acampamento. Com a afirmação de ter recebido ordem do comando policial do município, chegaram a não permitir a entrada de saída de qualquer pessoa. Questionados pela ação e sobre a não apresentação de qualquer documento um dos policiais afirmou “o documento somos nós”.

Serviço:

Contatos

Ruben Siqueira: (71) 92086548

Clarice Maia (Comunicação): (71... e (87...

Ministério Público Federal

Sérgio Rodrigues de Castro: (87) 3836090

Vara Federal

(87) 38718100/ 38718116