Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Alagoas externa seu pesar pela perda de Dom Enemésio Ângelo Lazzaris, bispo de Balsas (MA), aos 71 anos, que atuou junto à instituição no Estado do Maranhão desde 2008. Religioso da Congregação da Pequena Obra da Divina Providência, também conhecida como Filhos da Divina Providência ou simplesmente Orionitas, há um ano o companheiro lutava contra um severo câncer no pâncreas.
Confira abaixo o depoimento do coordenador da CPT/AL, Carlos Lima:

Dom Enemésio, um homem simples, como deve ser os que andam no caminho de Cristo. Quando fiz parte do Conselho Nacional da CPT ele era o nosso presidente. Era um de nós. Ele se vestia como um de nós, conversava como um de nós, agia como um de nós, brincava como um de nós. Superada a pauta do dia, colocava short, camisa e tênis e participava das partidas de vôlei e futebol. Várias vezes foi goleiro. Um homem pobre, sem luxos, sem arrogância, que amava a terra e os empobrecidos da terra.

Quando celebramos 30 anos de Romaria da Terra e das Águas em Alagoas, fizemos o convite para Dom Enemésio participar da mesma, para presidir a Santa Missa. Ele aceitou o convite e junto com Zé Vicente e Zé Pinto animaram a nossa fé e as nossas lutas. Após a celebração, naquela madrugada, subimos a Serra da Barriga em romaria. Ele foi conosco caminhando, rezando, refletindo... Ao amanhecer, na benção e envio dos romeiros e romeiras, ele pediu licença a todos e todas e tocou o solo sagrado da Serra da Barriga, pediu para todos que pudessem e quisessem tocasse a terra; depois, ele mesmo disse que estava querendo deitar, sentir a terra, sentir os ancestrais, a memória das lutas Quilombolas, das lutas de Zumbi e Dandara. Essa imagem permanece viva em minha mente e permanecerá em todas as romarias que realizaremos na Serra da Barriga.

Você nos ensinou que o Cristo é irmão, que Ele é presente em nossas vidas e nas nossas lutas. Iremos, meu irmão, sentir a sua ausência, a sua fala amiga de companheiro. Um dia nos encontraremos na morada definitiva, preparada pelo Cristo libertador.

 

Carlos Lima

Coordenador da CPT/AL