Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 6.jpg
  • 3.jpg
  • 1.jpg
  • 2.jpg
  • 10.jpg
  • 8.jpg
  • 5.jpg
  • 4.jpg
  • 7.jpg
  • 9.jpg
A Fetape e os seis Sindicatos de Pernambuco que têm trabalhadores empregados na Usina Cruangi estão protocolando, neste momento, no Incra/SR03, um pedido de desapropriação das terras da empresa para fins de reforma agrária. Hoje também, no início da manha, houve uma reunião dos sindicalistas com o secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar, e os Deputados Aluísio Lessa, Maviael Cavalcanti e Antônio Moraes, que se comprometeram em direcionar todos os esforços possíveis na intermediação do diálogo da classe trabalhadora com os gestores da Usina e até com o Poder Judiciário, caso seja necessário. Há grande preocupação com a situação, já que os trabalhadores, insatisfeitos pela ausência de solução para o problema, resolveram ocupar novamente a BR408. Ontem, eles já interditaram a rodovia por cerca de três horas.
 
As centenas de canavieiros e canavieiras  envolvidos na mobilização e na ocupação do pátio da Usina reivindicam a garantia de seus direitos sociais e trabalhistas e prometeram ficar no local até que a situação seja resolvida.
A ocupação da Usina aconteceu na manhã de ontem (30) e só  foi tomada depois que a Fetape  e os STTRs fizeram várias tentativas de negociação com os empregadores, mas sem sucesso. Há mais de dois mil empregados no corte da cana, de seis municípios de Pernambuco, prejudicados com essa situação.
 
O argumento dos administradores da Cruangi para o atraso dos salários é o fato de o Tribunal Regional Federal ter bloqueado todo o patrimônio físico e financeiro da usina, por conta de dívidas tributárias com a União.