Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Na manhã de ontem (02/09), camponeses e camponesas, pesquisadores e pesquisadoras acadêmicos/as e representantes de organizações sociais deram inicio ao “Encontro de SaberesComunidades camponesas e academia construindo a resistência na Chapada do Apodi”. A atividade tem como objetivo estabelecer o diálogo entre as comunidades camponesas da região com as diversas pesquisas já realizadas na Chapada do Apodi/RN que abordam a luta frente ao avanço das empresas do agrohidronegócio no local.

O dia iniciou com uma mística na qual camponeses e camponesas trouxeram o sentimento de suas lutas, conquistas e resistências pelo território em que vivem. A programação seguiu com o diálogo sobre o contexto dos conflitos por terra e água na região, enfrentados tanto em outros períodos da história como agora – e ocasionados pela exploração de empresas do agronegócio na Chapada do Apodi, que vêm ameaçando e destruindo a vida digna construída naquele chão.

Na parte da tarde foi a vez de ouvir os/as pesquisadores/as, que já desenvolveram pesquisas nas comunidades e nos assentamentos localizados na Chapada do Apodi. Na ocasião, foram levantadas as potencialidades, conflitos, dentre outros apontamentos vivenciados.

O encontro continua vai até esta próxima quarta-feira (04/09). Hoje, (03/09), serão realizadas visitas às comunidades da Chapada e do Vale do Apodi.

 

Texto: Ana Flávia, com edição do Setor de comunicação da CPT NE2

Imagens: Ellen Dias