Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Pernambuco

Policiais e seguranças privados intimidam e ameaçam famílias camponesas em mais um dia de tensão em Jaqueira/PE

A Comissão Pastoral da Terra recebeu novas denúncias que expressam a permanente situação de tensão e perigo à que estão submetidos os camponeses e camponesas da comunidade do Engenho Fervedouro, localizada no município de Jaqueira, Zona da Mata Sul de Pernambuco. Segundo denúncia enviada à CPT, nessa quinta-feira, 07 de maio, Policiais e seguranças privados contratados pela empresa Agropecuária Mata Sul S/A tentaram intimidar e ameaçaram as famílias da comunidade, enquanto acompanhavam a reinstalação de postes e de câmeras de segurança da empresa no Engenho.…

Leia mais:

Em Jaqueira/PE, conflito fundiário provocado por empresa se agrava e famílias denunciam ameaças de morte e tentativas de homicídio

 

- A violência no campo não faz quarentena - 

 

É tempo de isolamento social para conter a propagação do coronavírus, mas para o latifúndio, é tempo de violência. No município de Jaqueira, Zona da Mata Sul de Pernambuco, famílias de agricultores enfrentam um conflito fundiário com a empresa Agropecuária Mata Sul S/A há mais de dois anos. Contudo, é justamente neste período, o mais crítico da pandemia até o momento em Pernambuco, que as famílias estão denunciando graves situações, como ameaças de morte e tentativa de homicídio feitas pessoas ligadas à empresa contra camponeses da localidade.…

Leia mais:

Camponeses denunciam terem sido vítimas de tentativa de atropelamento em Jaqueira/PE

Um grupo de nove camponeses registrou Boletim de Ocorrência na delegacia de Jaqueira, Zona da Mata Sul de Pernambuco, no qual denunciam terem sido vítimas de tentativa de atropelamento praticada por empresário da Agropecuária Mata Sul S/A, no último dia 23 de abril. O relato da violência também foi encaminhado à Comissão pastoral da Terra.…

Leia mais:

Um mês sem respostas efetivas do Governo de Pernambuco à tortura e à ameaça de morte sofrida pela Pescadora Maria Nasareth

 

NOTA

A pescadora tradicional Maria Nasareth dos Santos foi torturada e ameaçada de morte por oito Policiais Militares no estuário do Rio Sirinhaém, no município de mesmo nome, localizado no Litoral Sul de Pernambuco. O crime bárbaro e chocante aconteceu no dia 12 de março de 2020. Hoje, após mais de um mês do ocorrido, a pescadora ainda aguarda medidas efetivas por parte da Secretaria de Defesa Social do Estado quanto à investigação para identificação e punição dos criminosos. A Comissão Pastoral da Terra (CPT) alerta que a ausência de uma atuação enérgica por parte dessa Secretaria deixa a pescadora vulnerável e exposta a um novo e fatal ataque.…

Leia mais: