Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

“Quem guarda sementes, guarda a vida”. Este é o tema do 2º Encontro de Partilha de sementes crioulas que reunirá cerca de 40 camponeses e camponesas de assentamentos acompanhados pela CPT na região da Zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta terça-feira, dia 20 de novembro.

O encontro será realizado na comunidade de Belo Horizonte, no município de Aliança, e terá a participação de agricultores e agricultoras de mais seis comunidades da região (Comunidades de Sirigí e Água Branca, também localizadas no município de Aliança; comunidades Nova Canaã, Ismael Felipe e Chico Mendes, localizadas no município de Tracunhaém; comunidade do Una, localizada em Moreno).

A atividade tem como objetivo evidenciar e até mesmo resgatar a biodiversidade que está se perdendo na região em virtude do devastador monocultivo da cana-de-açúcar, além de incentivar as famílias a produzirem e conservarem suas próprias sementes crioulas, para que possam fortalecer a agroecologia e a sua autonomia frente às indústrias de sementes transgênicas.

Durante o encontro, serão feitas reflexões sobre o significado das sementes crioulas para os camponeses e camponesas e sobre o tema da perda dabiodiversidade na região. Na ocasião, haverá um momento de partilha de sementes nativas entre os agricultores e agricultoras para estimular e expandir a conservação dessas sementes nas comunidades.

 

Serviço:

O que: 2º Encontro de Partilha de Sementes - “Quem guarda sementes, guarda a vida”

Quando: Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Onde: Comunidade Belo Horizonte. Município de Aliança/PE

 

Outras informações:

Comissão Pastoral da Terra

Fone: 3231.4445

 

PROGRAMAÇÃO:

8h – Abertura

9h – Reflexão: O que significa a semente para nós?

10h – Reflexão: Quem controla as sementes controla a vida/ perda da biodiversidade de sementes/Como estão as sementes nas comunidades?

11h - Partilha de sementes entre os/as camponeses/as.

12 – Almoço

13h - Cuidados ao selecionar, armazenar e cultivar as sementes crioulas - Relatos de experiência dos agricultores.

13h30 – Acordos e encaminhamentos