Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Famílias que ocuparam as terras da Fazenda Jaú, no município de Sertânia, sertão de Pernambuco, no último domingo (22/07) já sofrem ameaças de despejo. Segundo informações locais, ontem (26/07), os sem-terra foram abordados por um homem conhecido por Pitbull, que se identificou como gerente da Fazenda e informou-lhes que o proprietário já solicitou na Justiça a Reintegração de Posse do local. As famílias, contudo, decidiram que irão resistir na área e continuam reivindicando a vistoria do imóvel que segundo elas está abandonado há anos.

O grupo que ocupa a Fazenda desde o último domingo pede que a área seja destinada para assentar as famílias agricultoras. Essa foi a primeira vez que a Fazenda Jaú foi alvo de ocupação por parte das famílias que desde 2002 reivindicam do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a vistoria do imóvel. O órgão chegou a visitar a propriedade ainda em 2002 e em 2009, sem, contudo, concluir a vistoria, segundo informações dos trabalhadores e trabalhadoras.

A propriedade fica distante 15km do centro urbano do município de Sertânia e faz divisa com os municípios São José do Umbuzeiro e Zabelê, no estado da Paraíba. As famílias informam que o imóvel é improdutivo, servindo apenas para pastagem de gado de proprietários vizinhos.