Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Pernambuco

Brejo da Madre de Deus, Capital da Agroecologia, realiza a 18ª Feira do Verde

O município de Brejo da Madre de Deus, capital da agroecologia de Pernambuco, sedia a 18ª edição da Feira do Verde, nos próximos dias 27 e 28 de abril, na Praça Dantas Barreto, centro da cidade. A iniciativa já faz parte do calendário de eventos oficiais de Pernambuco, pela sua importância. O tema deste ano é “Região Brejeira: Um Oásis em meio ao Semiárido”. O evento é realizado pelo Conselho de Desenvolvimento Sustentável do Brejo da Madre de Deus (Condesb), com apoio de várias organizações, sendo o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (STR) um dos principais parceiros.

“A Feira do Verde tem sido muito importante não só para os agricultores e agricultoras, mas para toda a população, que tem a oportunidade de conhecer novas tecnologias e técnicas sustentáveis, a partir do conhecimento trazido por entidades locais e parceiras”, explica Jaelson da Silva Araújo, presidente do STR do município.

O evento reúne agricultores e agricultoras e viveiristas, que produzem mudas, de Brejo da Madre de Deus, mas também de outros municípios do estado. Neste ano, a proposta é valorizar a região em que está localizada o Brejo da Madre de Deus, que apesar de ser semiárida, tem um microclima de brejo de altitude. O que lhe confere um clima diferenciado, com bastante água, o que contribui com a produção agrícola local.

“Esta é a única feira com essa temática e com a promoção da agroecologia e do meio ambiente em Pernambuco. Ela também tem uma dinâmica de envolvimento da educação. Todas as escolas do município têm estandes na feira, reforçando a conscientização ambiental para os/as estudantes. Sem contar que é muito visitada, ainda, por prefeitos de municípios da região”, explica Adelson Freitas, um dos idealizadores da feira e diretor de Organização e Formação da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape), incentivadora e apoiadora do evento.

A ação de educação ambiental junto às escolas municipais e estadual começa antes mesmo da feira. Os estudantes vão se preparando meses antes para montar suas apresentações, aliado um processo de educação para preservação da natureza. “Os professores vão dando assuntos relacionados ao tema da feira e fazendo atividades relacionadas, e visitas a sementeiras e viveiros”, explica Éden Marinho, presidente do Condesb.

Este ano, a feira vai contar também com um espaço de troca de sementes crioulas, possibilitando um maior intercâmbio entre seus participantes. Essa partilha vai ser ampliada, pois ela já acontece com a exposição e comercialização das mudas pelos mais de 30 viveiristas, que levam espécies frutíferas, ornamentais, florestais, entre outras.

“Chegamos a maioridade, é uma alegria! Somos um exemplo para os outros municípios. A gente vai nos roçados e os agricultores nos mostram as mudas que estão crescidas e que foram adquiridas na Feira do Verde. Brejo está ficando mais verde por causa desse trabalho de incentivo, de cuidado com o meio ambiente e a natureza”, conta Elizabeth Szilassy, umas das fundadoras feira.

Capital da Agroecologia - Brejo da Madre de Deus recebeu o título de Capital da Agroecologia, em 2012, a partir da aprovação do Projeto de Lei 14.612/2012, do então deputado estadual Manoel Santos (PT). A Feira do Verde é um evento de valorização da agricultura familiar, que integra o Calendário Oficial de Eventos do Estado, pela Lei 14.613/2012, também de autoria do parlamentar, que faleceu em 2015.

 

Fonte: FETAPE

 

Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Rua Esperanto, 490, Ilha do Leite, CEP: 50070-390 – RECIFE – PE

Fone: (81) 3231-4445 E-mail: cpt@cptne2.org.br