Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Neste sábado e domingo, dias 7 e 8 de novembro, será realizada a 21ª Romaria da Terra da Paraíba. Organizada pela Arquidiocese do estado e pela Comissão Pastoral da Terra, a Romaria acontece todos os anos, desde 1988, e este ano estima-se que mais de cinco mil pessoas participarão das caminhadas. Com o tema: “Vida, Liberdade e Pão: Queremos terra sem concentração”, a Romaria pretende denunciar o modelo de desenvolvimento e de produção baseado na concentração de terra, no latifúndio e no trabalho escravo.

 

Além da denúncia, a Romaria pretende debater com a sociedade a importância da Reforma Agrária e a agricultura camponesa como alternativa necessária para os trabalhadores e trabalhadoras tanto do campo como da cidade.

De acordo com a Irmã Tânia, da CPT de João Pessoa, os preparativos para a 21ª Romaria iniciaram desde a semana passada, com os trabalhadores e trabalhadoras debatendo sobre a campanha do limite da propriedade e a necessidade da Reforma Agrária. Para Tânia, já nos preparativos da Romaria, conseguiu-se provocar o debate para a sociedade sobre os impactos negativos que o latifúndio e o modelo de produção trás para o conjunto dos trabalhadores não só do campo, mas também para a cidade.

 

Programação

Está previsto para a manhã do dia 8, a realização de uma grande feira da Reforma agrária, com comercialização de produtos agroecológicos, livre de agrotóxicos, vindos de 13 de assentamentos da área da Várzea. À noite, será realizado uma celebração com o bispo de Palmares, e responsável pelo setor Pastoral Social da CNBB NE II, Dom Genival. Após a celebração, os participantes seguirão em caminhada durante toda a noite. A previsão é encerrar na segunda-feira, pela manhã, com a realização de um grande ato ecumênico.

Outras informações:

Comissão Pastoral da Terra - PB

Irmã Tânia

(83) 8892-5258 -

 

Setor de comunicação da CPT NE 2