Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

O 6º Jantar Solidário italiano, promovido pela associação Pachamama Onlus junto à Comissão Pastoral da Terra em Alagoas, promete uma noite agradável, com a genuína gastronomia da Itália, feita por um italiano, ao som de música ao vivo de qualidade, num espaço climatizado e com amplo estacionamento. Tudo isso com objetivo de arrecadar fundos para projetos sociais e ações missionárias da CPT em Alagoas. 



Marcado para o dia 23 de agosto, sexta-feira, a partir das 20 horas, o evento vai acontecer neste ano no Centro Social da Fetag, localizado na Rua Dilermando Réis, nº 318, Jatiúca. Ao todo, quatro refeições serão servidas, sendo uma entrada, dois pratos e a sobremesa. 

A entrada é conhecida no Brasil: bruschetta – uma fatia de pão rústico “bruscato”, ou seja, torrado com recheio em cima. Na verdade, o pão costuma ser apenas marcado na grelha coberto com tomate, mozarela de búfala e especiarias. 

O prato principal será o rigatoni ala crema di melanzane, que se trata de uma massa ao creme de berinjela. O segundo prato é zucchina e cipolla ripiene, isto é, abobrinha e cebolas recheadas. A sobremesa é típica da região italiana do Piemonte, elaborada a partir de nata de leite, açúcar, gelatina e especiarias, com uma cobertura de fruta que mistura doce com azedinha, e chama-se panna cotta. 

Enquanto o jantar acontece, o artista alagoano Guilla Gomes vai se apresentar, tocando o melhor da MPB, forró, samba e soul. 


Solidariedade às famílias do acampamento Bota Velha 

A 6ª edição do Jantar Solidário italiano ocorre num momento em que famílias que vivem na área de realização de um dos projetos apoiados pela Pachamama sofrem ameaça de despejo. O acampamento Bota Velha, que completou 20 anos em 2019, está diante de uma possível execução da reintegração de posse. Lá, foi construída, com apoio da associação de Torino, uma Casa de Farinha comunitária. 

O italiano Omar Borio, diretor da Pachamama, visitou o lugar neste mês de agosto. Na ocasião, relatou sua alegria, compartilhada com os amigos de seu país, em ver a benfeitoria funcionando, além de reafirmar o apoio às famílias camponesas e à CPT. 

“Para nós é um orgulho muito grande ajudar um pouquinho essa luta de vocês. Agora vocês estão passando por um momento mais difícil. Tudo o que a gente puder fazer para apoiar vocês – aqui ou da Itália – vocês podem ter certeza que a gente vai fazer. Os protagonistas dessa luta são vocês, mas uma pequena ajuda que a gente puder dar, com a Casa de Farinha ou com apoio às ocupações, a gente vai dar. Nunca vai faltar o apoio de Pachamama para os trabalhadores dos acampamentos acompanhados pela CPT, e nesse momento, especialmente, para vocês aqui de Bota Velha”, disse Omar. 

Omar D. Borio fala aos camponeses do acampamento Bota Velha.

A liderança do acampamento, Maria Quitéria Ferreira, contou que todos e todas do acampamento já comeram a farinha feita naquela casa e que esse produto tem representado Bota Velha fora do município. Para ela, o projeto é um começo e se soma à outros objetivos das famílias ali acampadas. 

“A gente merece essa terra depois de tanto tempo, tanto sofrimento, de tanta luta... Depois de dormir nas calçadas, depois de passar tanta fome, hoje a gente tem barriga cheia por causa de Bota Velha”, falou a camponesa Quitéria em entrevista.

O arcebispo de Maceió (direita), Dom Antônio Muniz, e o professor Cícero Albuquerque (esquerda) preparando farinha  na Casa de Farinha do acampamento Bota Velha, no dia 09 de agosto de 2019.

Além do acampamento Bota Velha, outras áreas acompanhadas pela CPT receberam incentivos da Pachamama. Entre os projetos beneficiados também estão hortas (feitas, por exemplo, nos assentamentos Dom Hélder Câmara e Irmã Dorothy Stang), o projeto Semeadoras da Saúde (envolvendo a produção de plantas medicinais) e capacitações. 

Ao participar do jantar, o público conhece um pouco sobre esse trabalho de parceria e contribui para que não pare. Os ingressos custam R$50 (cinquenta reais) e podem ser adquiridos com os integrantes da equipe da pastoral, na sede da organização, on-line ou, durante o evento, no local. As vagas são limitadas, por isso, a organização recomenda comprar com antecedência. 


Ingressos on-line: http://bit.ly/ingresso6jantaritaliano
(Também disponíveis na sede da CPT e com integrantes da equipe)

Serviço: 6º Jantar Solidário Italiano
Quando? Sexta-feira, 23 de agosto de 2019
Que horas? 20 horas
Onde? Centro Social da Fetag
Quanto? R$50
Mais informações: (82) 3185-4633 / +55 82 9 9137-6112 / +55 82 9 9127-0153